Aguarde...
8 de Junho de 1989 - O júri do concurso de arquitetura seleciona o projeto da equipa coordenada pelo Arq.º Pedro Ramalho
27 de Setembro de 1996 - Lançamento da primeira pedra das novas instalações da FEUP na Asprela
3 de fevereiro de 1997 - É constituída a Comissão do Projeto Júpiter que visa preparar o processo de mudança para a Asprela
1996-2000 - A construção das instalações da FEUP na Asprela custou cerca de 10 milhões de contos
3 de Julho de 2000 - Entrega das novas instalações da FEUP na Asprela
29 de Setembro de 2000 - Realiza-se uma caminhada inaugural dos Bragas à Asprela
22 de Março de 2001 - A inauguração oficial das novas instalações da FEUP na Asprela decorre no Dia da Universidade do Porto
FEUP NA ASPRELA

A transferência da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto para o polo da Asprela constituiu um dos mais marcantes episódios do ensino da engenharia em Portugal.

Tudo neste processo assume proporções épicas, do tempo necessário para concretizar a decisão, à escala do projeto que viria a triplicar a dimensão da Faculdade, e ao acertadamente denominado projeto Júpiter, que concretizou com sucesso a operação logística de mudança das instalações.

Vinte anos depois, este imenso campus nomeado uma das “100 Obras mais notáveis construídas no Século XX, em Portugal” pela Ordem dos Engenheiros, não cessa de se expandir com novos edifícios para dar resposta aos desafios de uma comunidade em crescente afirmação internacional.

Durante a segunda metade do Século XX, os engenheiros formados no edifício da Rua dos Bragas ouviram falar desta “Terra Prometida”, que resolveria os crónicos problemas de falta de recursos que limitavam a nobre missão de “plantar no país as ciências industriais”, atribuída por Passos Manuel à sua antecessora, a Academia Politécnica do Porto, em 1837.

Esta é, pois, a história da resiliência de uma comunidade unida num desígnio que atravessa gerações, e que cruza estórias de vida ricas em episódios de indecisão e obstáculos, mas também em determinação e oportunidades agarradas.

AGENDA
EXPOSIÇÕES

Entre 13 de janeiro de 2021 (Dia da FEUP) e 22 de março de 2021 (Dia da U.Porto)

- “O processo de instalação da FEUP no polo da Asprela”: a ideia de polo universitário; o projeto e a obra; a mudança.
- “Representação visual do campus da FEUP”: desenho, fotografia, pintura, realidade virtual.
- “A FEUP em Eventos”: os principais eventos académicos, científicos e culturais realizados na FEUP nos últimos 20 anos.
- “Nós, FEUP”: quem somos ? retrato em infografias e imagens da comunidade FEUP.

DEBATES

Ciclo de debates "Destino: Asprela"

Mais informações

A OBRA DE ENGENHARIA E A MUDANÇA DE INSTALAÇÕES DA FEUP

O primeiro debate versará a obra de engenharia, nomeada uma das “100 Obras mais notáveis construídas no Século XX, em Portugal” pela Ordem dos Engenheiros em 2002, e o denominado projeto Júpiter que concretizou com sucesso a operação logística de mudança das instalações.

Os principais oradores são o Prof. José Marques dos Santos, Diretor da Faculdade de Engenharia de 1990 a 2001, e o Prof. António Silva Cardoso, Vice-Reitor com o pelouro do património edificado. A moderação estará a cargo do Prof. Carlos Costa, Diretor da Faculdade de Engenharia de 2001 a 2010.

Também intervêm na sessão a Prof.ª Maria Antónia Carravilla, que coordenou o projeto Júpiter, o Eng.º Ricardo Lourenço, Presidente da Associação de Estudantes da FEUP entre 2000 e 2002, e o Eng.º Paulo Ribeirinho Soares, gestor de projeto da obra das instalações da FEUP na Asprela

Download Apresentação "Destino: Asprela – A obra de engenharia e a mudança de instalações da FEUP"
Download Apresentação "Histórias da mudança da FEUP20 anos depois".

O PLANO E PROJETO DO CAMPUS DA FEUP NA ASPRELA

Integrado no programa de celebração do 3º aniversário da Casa da Arquitectura, realiza-se um debate sobre o projeto de arquitetura e o modelo de campus universitário da FEUP, tendo como oradores o Arq.º Pedro Ramalho, principal autor do projeto do campus da FEUP na Asprela, e o Prof. José Novais Barbosa, reitor da Universidade do Porto de 1998 a 2006

A moderação será assegurada pelo Arq.º Nuno Brandão Costa, curador da exposição sobre a obra de Pedro Ramalho realizada em 2019 pela Casa da Arquitectura. No final da sessão, será realizada uma exposição de elementos do projeto do campus da FEUP na Asprela com visita guiada, no espaço do Arquivo da Casa da Arquitectura

O IMPACTO DA FEUP NO FUTURO DO POLO DA ASPRELA

O debate que encerra este ciclo tem como tema o impacto da FEUP no polo da Asprela e o futuro deste campus como ecossistema de inovação atrativo de talento para a cidade do Porto e a região

Serão oradores neste debate o Arq.º Rui Mealha, autor do projeto da área central do polo Universitário da Asprela e principal promotor da carta de Objetivos Comuns assinada em 1997, e o Prof. Paulo Pinho, especialista em planeamento do território e ambiente. A moderação será efetuada pelo Prof. João Falcão e Cunha, atual Diretor da FEUP.

Também intervêm na sessão o Prof. Carlos Rodrigues, membro do Conselho Executivo da FEUP com o pelouro das instalações e o Arq.º Luís Ramalho, a propósito do projeto dos novos edifícios planeados para a expansão do campus da FEUP, e o Prof. Paulo Farinha Marques, responsável pelo projeto do parque central da Asprela, atualmente em construção

CÁPSULA DO TEMPO

Com o objetivo de envolver a comunidade neste ciclo comemorativo, e sabendo que a história se escreve também desta partilha, a FEUP criou uma Cápsula do Tempo.
Trata-se de uma plataforma eletrónica de crowdsourcing de recolha de informação e construção de um repositório de memória coletiva (pessoas, eventos, espaços, objetos) sobre o processo de mudança e vivência no campus da Asprela nos últimos 20 anos.
De submissão fácil e rápida, a plataforma está já disponível para todos os interessados que dentro da comunidade queiram partilhar fotografias e outros registos no âmbito destas comemorações.

LOJA

- mapa do bairro universitário idealizado pelo Prof. Luís Couto dos Santos no ano de 1920, na cidade do Porto.
Mais informações